Terça-feira da oitava da Páscoa

Hoje é dia vinte e nove de Março, terça-feira da oitava da Páscoa.

“Este é o dia que o Senhor fez: exultemos e cantemos de alegria”.
Estás a viver “o dia que o Senhor fez”,
o grande dia pascal. 
É novidade absoluta e só podia ser obra de Deus. 
As rotinas do tempo e da história foram quebradas
e nunca mais serão o que eram
antes da ressurreição do Senhor. 
Pede ao Senhor que esta certeza mude as tuas rotinas
e vença os teus cansaços... 
e começa assim a tua oração.

 

 

Escuta esta passagem do Evangelho segundo São João. [Ev Jo 20, 11-28]

Maria Madalena estava a chorar junto do sepulcro.
Enquanto chorava, debruçou-se para dentro do sepulcro
e viu dois Anjos vestidos de branco,
sentados, um à cabeceira e outro aos pés,
onde estivera deitado o corpo de Jesus.
Os Anjos perguntaram a Maria:
«Mulher, porque choras?»
Ela respondeu-lhes:
«Porque levaram o meu Senhor e não sei onde O puseram».
Dito isto, voltou-se para trás e viu Jesus de pé, sem saber que era Ele.
Disse-lhe Jesus:
«Mulher, porque choras? A quem procuras?»
Pensando que era o jardineiro, ela respondeu-Lhe:
«Senhor, se foste tu que O levaste,
diz-me onde O puseste, para eu O ir buscar».
Disse-lhe Jesus: «Maria!»
Ela voltou-se e respondeu em hebraico:
«Rabuni!», que quer dizer: «Mestre!»
Jesus disse-lhe:
«Não Me detenhas, porque ainda não subi para o Pai.
Vai ter com os meus irmãos
e diz-lhes que vou subir para o meu Pai e vosso Pai,
para o meu Deus e vosso Deus».
Maria Madalena foi anunciar aos discípulos:
«Vi o Senhor».
E contou-lhes o que Ele lhe tinha dito. 

 

Pontos de oração

Jesus pergunta a Maria Madalena por que está a chorar. É como se lhe dissesse: “Por que choras, se Eu ressuscitei?” 
Esta talvez pudesse ser uma grande alegria na tua vida. Achas que o pode ser? Como?

Jesus fala no seu Pai e nosso Pai, seu Deus e nosso Deus. 
Não é uma maravilha termos o mesmo Deus e, sobretudo, o mesmo Pai que Jesus? Queres meditar um bocadinho sobre isso?

Ouve o Evangelho outra vez. Imagina todas as emoções contidas no Mestre que sai da boca de Maria Madalena.

 

Colóquio final

No final desta oração, fala com Deus sobre a tua vontade de O teres como Pai e Jesus como um Mestre que guia os teus passos. 

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.