Terça-feira da oitava semana do tempo comum

Hoje é dia vinte e oito de fevereiro, terça-feira da oitava semana do tempo comum.

De Lisa Lynne e George Tortorelli estás a escutar Wild Mountain Thyme

Uma antiga história cristã conta que um monge, 
tendo apenas um exemplar dos Evangelhos,
vendeu esse exemplar e deu o dinheiro aos pobres,
pondo em prática o que o próprio Evangelho pede:
“Vende tudo o que tens e dá-o aos pobres”.
Também a experiência da oração só faz sentido
se for vivida como um caminho de entrega,
de oferecimento e de serviço.
Não busques na oração algo que te preencha:
procura antes aquilo que podes oferecer.
Começa assim a tua oração.

 

Escuta esta passagem do Evangelho segundo São Marcos. [Ev Mc 10, 28-31].

Pedro começou a dizer a Jesus:
«Vê como nós deixámos tudo para Te seguir».
Jesus respondeu:
«Em verdade vos digo:
Todo aquele que tiver deixado casa,
irmãos, irmãs, mãe, pai, filhos ou terras,
por minha causa e por causa do Evangelho,
receberá cem vezes mais, já neste mundo,
em casas, irmãos, irmãs, mães, filhos e terras,
juntamente com perseguições,
e, no mundo futuro, a vida eterna.
Muitos dos primeiros serão os últimos
e muitos dos últimos serão os primeiros». 


Pontos de Oração

A promessa do Senhor é bem clara: quem tenha deixado casa, família ou terras por sua causa receberá “cem vezes mais”. Parece um exagero. E é mesmo: Jesus recorre a uma hipérbole para fazer perceber como o reino dos Céus é um tesouro incomparável aos tesouros da terra.

O que seria de ti se não fosses cristão? O que terias feito ou deixado de fazer? Depois de ponderares isso, repara nos bens ou relações que deixaste para trás por causa do Evangelho. Repara em quanto recebeste, graças ao caminho que tens feito. E alegra-te, caso tenhas perseguições também.

Vais ouvir de novo o Evangelho. Recebe-o como se fosse o Senhor a falar-te pessoalmente. Repara naquilo que fica a ressoar dentro de ti. O que te impele? O que te repele? Guarda tudo no teu coração.


Oração final

Pergunta-te qual será a intenção principal do Senhor para ti, neste momento. Deixa que isso venha à consciência. Tira as consequências.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.