Terça-feira da Semana Santa

Hoje é dia vinte e sete de março, terça-feira da Semana Santa.

As angústias e ressentimentos que carregas dentro de ti
são um obstáculo ao acolhimento dos outros
e à aceitação do Deus que vem para te salvar:
medos, memórias que te ferem,
anseios não cumpridos, afetos não correspondidos...
Mergulha com tudo o que és
na Páscoa do Senhor;
e acolhe o Espírito capaz de renovar
o teu coração. 

 

Escuta esta passagem do Livro do Profeta Isaías. [L1 Is 49, 1-6].

Terras de Além-Mar, escutai-me;
povos de longe, prestai atenção.
O Senhor chamou-me desde o ventre materno,
disse o meu nome desde o seio de minha mãe.
Fez da minha boca uma espada afiada,
abrigou-me à sombra da sua mão.
Tornou-me semelhante a uma seta aguda,
guardou-me na sua aljava.
E disse-me: «Tu és o meu servo, Israel,
por quem manifestarei a minha glória».
E eu dizia: «Cansei-me inutilmente,
em vão e por nada gastei as minhas forças».
Mas o meu direito está no Senhor
e a minha recompensa está no meu Deus.
E agora o Senhor falou-me,
Ele que me formou desde o seio materno,
para fazer de mim o seu servo,
a fim de Lhe restaurar as tribos de Jacob
e reconduzir os sobreviventes de Israel.
Eu tenho merecimento diante do Senhor
e Deus é a minha força.
Ele disse-me então:
«Não basta que sejas meu servo,
para restaurares as tribos de Jacob
e reconduzires os sobreviventes de Israel.
Farei de ti a luz das nações,
para que a minha salvação chegue até aos confins da terra». 

 

O Senhor escolhe-te. Conhece-te intimamente e chama o teu nome. 
Encontras em ti disponibilidade para responder ao Senhor? Estás disposto a percorrer os seus caminhos, mesmo sem ter a certeza dos lugares a que te podem levar? Aceitas fazer o que te parece inútil? 

Na sua debilidade e insegurança, o profeta confia no Senhor. Muito para lá do que ele próprio podia captar ou imaginar, o Senhor faz dele luz das nações. 
Não deixes que as tuas dúvidas e incertezas te impeçam de ser instrumento da salvação que Deus quer levar aos confins da terra. 

Reconhece nas palavras do profeta um ato de confiança em Deus e, ao ouvir de novo o texto bíblico, renova o teu desejo de crescer na fé. 

Termina a tua oração experimentando o desejo de poderes contar a tua história como uma história de relação com Deus. 

 

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.