Terça-feira da sétima semana do Tempo Pascal

Hoje é dia quinze de maio, terça-feira da sétima semana do Tempo Pascal.

Percorremos a última semana deste Tempo Pascal.
É a semana que antecede e prepara
a celebração do Pentecostes, 
o dom pleno e presente do Espírito de Jesus.
Reconhece na tua vida os frutos do Espírito,
aprende contemplar os seus sinais de graça e beleza
e a escutar os seus apelos
no íntimo da tua consciência.
Pois só no Espírito de Deus a tua oração encontra sentido. 

 

Escuta esta passagem do Evangelho segundo São João. [Ev Jo 17, 1-11a]

Jesus ergueu os olhos ao Céu e disse:
«Pai, chegou a hora.
Glorifica o teu Filho, para que o teu Filho Te glorifique
e, pelo poder que Lhe deste sobre toda a criatura,
Ele dê a vida eterna a todos os que Lhe confiaste.
É esta a vida eterna:
que Te conheçam a Ti, único Deus verdadeiro,
e Aquele que enviaste, Jesus Cristo.
Eu glorifiquei-Te sobre a terra,
consumando a obra que Me encarregaste de realizar.
E agora, Pai, glorifica-Me junto de Ti mesmo
com aquela glória que tinha em Ti, antes que houvesse mundo.
Manifestei o teu nome aos homens que do mundo Me deste.
Eram teus e Tu mos deste
e eles guardam a tua palavra.
Agora sabem que tudo quanto Me deste vem de Ti,
porque lhes comuniquei as palavras que Me confiaste
e eles receberam-nas:
reconheceram verdadeiramente que saí de Ti
e acreditaram que Me enviaste.
É por eles que Eu rogo; não pelo mundo,
mas por aqueles que Me deste, porque são teus.
Tudo o que é meu é teu e tudo o que é teu é meu;
e neles sou glorificado.
Eu já não estou no mundo,
mas eles estão no mundo, enquanto Eu vou para Ti». 

 

Neste texto, Jesus diz que a vida eterna é esta: que se conheça o Pai, como único Deus verdadeiro, e Jesus Cristo, a quem o Pai enviou. 
Pede a Jesus que te ponha com o Pai. Que te faça conhecer o Pai mais profundamente. 

Jesus quer dar a vida eterna a todos os que o Pai lhe confiou. Também te quer dar a vida eterna. 
Tu queres a vida eterna? Queres viver para sempre com Deus? Para isso, tens de alimentar a relação que já tens com Ele. 
Fala com Jesus sobre isso. Pede-Lhe que oriente a relação que tens com Ele e com o Pai.

Jesus diz: "Pai, Eu glorifiquei-Te sobre a terra consumando a obra que Me encarregaste de realizar". 
Ao ouvires o texto outra vez, pensa na sensação de plenitude que uma frase destas deve significar em Jesus. 

 

No final desta oração, expressa a Jesus a tua vontade de ires cumprindo devagar, mas regularmente, a sua vontade. Assim, poderás chegar à tua ressurreição com a mesma sensação de dever cumprido que Jesus exprime no Evangelho de hoje. 

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.