Terça-feira da terceira semana do tempo pascal

Hoje é dia doze de abril, terça-feira da terceira semana do tempo pascal. 

De Cristóbal Fones estás a escutar Hagan esto em Memoria Mía. 

Deus vem sempre ao teu encontro. 
Está sempre a aproximar-Se de ti, sempre à tua procura. 
Deixa-te encontrar. Deixa-te amar por Ele. Não é fácil! 
Recorda-te que foi o Senhor quem te amou primeiro e é reconhecendo esse amor que podes também tu amá-Lo e ser presença do seu Amor para aqueles com quem te encontras.... e assim, vale a pena começares a tua oração.

 

Escuta esta passagem do Evangelho segundo São João. [Ev Jo 6, 30-35]

Disse a multidão a Jesus:
«Que milagres fazes Tu,
para que nós vejamos e acreditemos em Ti?
Que obra realizas?
No deserto os nossos pais comeram o maná,
conforme está escrito:
‘Deu-lhes a comer um pão que veio do céu’».
Jesus respondeu-lhes:
«Em verdade, em verdade vos digo:
Não foi Moisés que vos deu o pão que vem do Céu; 
meu Pai é que vos dá o verdadeiro pão que vem do Céu. 
O pão de Deus é o que desce do Céu
para dar a vida ao mundo».
Disseram-Lhe eles:
«Senhor, dá-nos sempre desse pão».
Jesus respondeu-lhes:
«Eu sou o pão da vida:
quem vem a Mim nunca mais terá fome,
quem acredita em Mim nunca mais terá sede».

 

Pontos de Oração

Jesus está sempre aberto para o diálogo com aqueles que O escutam. 
Ele convida-te a seres fiel ao passado, mas também aberto à possibilidade de a novidade de Deus irromper no hoje da tua vida. 
O pão dado por Moisés era sinal de um outro pão. Jesus é esse Pão, o alimento acessível a todos. 
Acolhes a novidade de Deus na tua vida?

Comer o pão do Céu é acreditar em Jesus e acolher o caminho que Ele propõe. 
Jesus consagrou totalmente a sua vida aos outros e o sinal por excelência desta dádiva permanente é a Eucaristia. Ela alimenta-nos na nossa caminhada. E porque nos alimentamos dela, tornamo-nos irmãos uns dos outros. 
Tens fome e sede de Deus?

Ao ouvires de novo este Evangelho, apercebe-te que as palavras e os gestos de Jesus apontam sempre para um horizonte mais vasto e profundo: uma promessa de vida em abundância.

 

Colóquio final

Hoje és convidado a pedir a Jesus a graça de descobrir mais profundamente o sentido da Eucaristia como novidade da presença de Deus.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.