Terça-feira da vigésima oitava semana do tempo comum

Hoje é dia onze de outubro, terça-feira da vigésima oitava semana do tempo comum.

Invoca a presença do Senhor. 
Ele está contigo e dá sentido à tua oração. 
Na presença de Deus, toma consciência de que não rezas sozinho:
há uma família alargada, à dimensão do mundo, que reza contigo.
Hoje, procura ter muito presente esta família de irmãos e irmãs que rezam contigo – de modo particular aqueles que partilham esta experiência de oração com o passo-a-rezar.
Em união com todos os teus irmãos na fé, dá início à tua oração.

 

Escuta esta passagem do Evangelho segundo São Lucas. [Ev Lc 11, 37-41]

Um fariseu convidou Jesus para comer em sua casa.
Jesus entrou e tomou lugar à mesa.
O fariseu admirou-se,
ao ver que Ele não tinha feito as abluções antes de comer.
Disse-lhe o Senhor:
«Vós, os fariseus, limpais o exterior do copo e do prato,
mas o vosso interior está cheio de rapina e perversidade.
Insensatos! Quem fez o interior não fez também o exterior?
Dai antes de esmola o que está dentro
e tudo para vós ficará limpo». 

 

Pontos de oração

Jesus não Se deixa levar por respeitos humanos. Apesar de ter sido convidado para comer em casa do fariseu, zanga-Se com ele. 
Tens a mesma coragem em nome da verdade?

Pede a Jesus que não te deixe trair a verdade em situações como esta: ‘oh, para que é que eu me vou maçar!’; ou: ‘ela é tão simpática comigo que eu não vou estragar a nossa relação dizendo-lhe algumas verdades.’ 
Reza para não pactuares com a paz podre do mundo.

Ouve o Evangelho outra vez e imagina Jesus a ralhar com o fariseu.

 

Colóquio final

No final desta oração, expressa a Jesus a tua vontade de não seres bonzinho, de não pactuares com a injustiça, de não te acobardares.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.