Terça-feira, memória litúrgica de Nossa Senhora do Carmo

Hoje é dia dezasseis de julho, terça-feira, memória litúrgica de Nossa Senhora do Carmo.

A oração ajuda-te a tomar consciência do tanto que Deus te dá, cada dia. Em diálogo com o Senhor, encontras mais facilmente motivos para agradecer, porque Ele faz milagres na tua vida. Só precisas de olhar com atenção e verás onde e quando essas pequenas ou grandes maravilhas vão tendo lugar, esses pormenores de que só Deus é capaz... porque te ama infinitamente. Dá nome a algumas dessas obras de arte que Deus vai fazendo na tua vida... e começa assim a tua oração.

Escuta esta passagem do Salmo sessenta e oito. [Sl 68 (69), 3.14.30-31.33-34]

Atolei-me na lama do abismo e não tenho onde apoiar-me. Cheguei até ao fundo das águas e as ondas me submergiram. A Vós, Senhor, elevo a minha súplica, no momento propício, meu Deus. Pela vossa grande bondade, respondei-me, em prova da vossa salvação. Eu sou pobre e miserável: defendei-me, ó Deus, com a vossa proteção. Louvarei com cânticos o nome de Deus e em ação de graças O glorificarei. Vós, humildes, olhai e alegrai-vos, buscai o Senhor e o vosso coração se reanimará. O Senhor ouve os pobres e não despreza os cativos.

Abre o teu coração ao Senhor e confia-Lhe tudo o que, neste momento, te afasta do seu amor. Que seja o desejo de mais O amares e não a culpa pelo que não és ou não consegues a dar o tom à tua partilha.

No sacramento da reconciliação encontras o perdão e a paz de que necessitas para recomeçar. Encontras o amor de Deus que te olha com compaixão, te cura as feridas e te transforma por dentro. Não hesites em fazer dele algo frequente. O que te impede? Tenta perceber se são impedimentos reais, sinais de acomodação ou de resistência. Desmonta as tuas defesas.

Procura fazer das palavras do salmista as tuas próprias palavras de reconhecimento, de pedido de perdão e de louvor.

Confia ao Senhor o mal que habita o mundo e se vai disseminando, criando divisão, confusão e barulho onde poderia existir paz e fraternidade. Pede ao Senhor que cure estas feridas e leva contigo o desejo de seres construtor de bem à tua volta.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.