Terça-feira, memória litúrgica de São Bonifácio

Hoje é dia cinco de junho, terça-feira, memória litúrgica de São Bonifácio.

Hoje, 
a Igreja celebra a memória de São Bonifácio:
de origem inglesa, 
dedicou-se no século oitavo à evangelização dos povos germânicos.
Viajamos assim à longa e riquíssima tradição cristã,
que se expressa na missão da evangelização
em contextos de perturbações políticas e sociais.
Acolhe, na tua oração, 
a ousadia e a força do Espírito
que te conduz ao testemunho da tua fé,
nos gestos, nas palavras e na esperança.

 

Escuta esta passagem do Evangelho segundo São Marcos. [Ev Mc 12, 13-17].

Foram enviados a Jesus alguns fariseus e partidários de Herodes
para O surpreenderem no que dissesse.
Aproximaram-se e disseram:
«Mestre, sabemos que és sincero
e não Te deixas influenciar por ninguém,
pois não fazes aceção de pessoas,
mas ensinas com sinceridade o caminho de Deus.
É lícito ou não pagar o tributo a César?
Devemos pagar ou não?».
Mas Jesus, conhecendo a sua hipocrisia, respondeu-lhes:
«Porque Me armais esse laço?
Trazei-Me um denário para Eu ver».
Eles trouxeram-no e Jesus perguntou-lhes:
«De quem é esta imagem e esta inscrição?».
Eles responderam: «De César».
Então Jesus disse-lhes:
«Dai a César o que é de César
e a Deus o que é de Deus».
E eles ficaram muito admirados com Jesus. 

 

Diante da pergunta que Lhe fazem, Jesus afirma, com toda a serenidade, que os interesses de César e os de Deus não se confundem. O que é de Deus, é de Deus. 

Põe-te na disposição de entregar hoje ao Senhor, teu Deus, tudo o que Ele te deu: 
A Liberdade, a capacidade de decidir e de agir. A Memória, as experiências, as recordações. A Inteligência, os talentos, as capacidades. A Vontade, os sonhos e desejos.
Dispõe-te a dar a Deus o que é de Deus, o que recebeste d´Ele. 

Ouve de novo o texto evangélico e repara na liberdade com que Jesus responde. 

 

Termina a oração pedindo a Deus a graça de saberes dar o que Ele te pede cada dia. 

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.