Terça-feira, memória litúrgica de São José Operário

Hoje é dia um de maio, terça-feira, memória litúrgica de São José Operário.

Da Comunidade de Taizé, estás a escutar Frieden, Frieden.

É sob a proteção de São José
que a Igreja coloca o dia do trabalho e do trabalhador.
A tradição evangélica testemunha
como o próprio Jesus trabalhou com as suas mãos,
e talvez aí resida uma das imagens mais belas
para nos expor o mistério da Encarnação:
a presença plena e sem reservas do Divino
no seio do Humano.
Hoje, começa a tua oração colocando-te, tu também,
sob a proteção de José:
e que o Espírito do Senhor te conduza em segurança
nas dificuldades e sacrifícios do dia a dia.

 

Escuta esta passagem do Evangelho segundo São Mateus. [Ev Mt 13, 54-58].

Jesus foi à sua terra
e começou a ensinar os que estavam na sinagoga,
de tal modo que ficavam admirados e diziam:
«De onde Lhe vem esta sabedoria
e este poder de fazer milagres?
Não é Ele o filho do carpinteiro?
A sua Mãe não se chama Maria
e os seus irmãos Tiago, José, Simão e Judas?
E as suas irmãs não vivem entre nós?
De onde Lhe vem tudo isto?».
E estavam escandalizados com Ele.
Mas Jesus disse-lhes:
«Um profeta só é desprezado na sua terra e em sua casa».
E por causa da falta de fé daquela gente,
Jesus não fez ali muitos milagres. 

 

Jesus – um operário e artesão – é por todos considerado filho de José, também ele operário e artesão. Deus pega no trabalho de manhã e larga-o ao fim da jornada. Depois, o regresso a casa. Dias e semanas e anos, na mesma rotina. Como tu. Uma vida divina, como a tua.

“De onde lhe vem tudo isto?” Como seria o dia a dia de Jesus, o Verbo Encarnado, para que ninguém tivesse dado conta de que era Deus? Aprende a dar mais importância a ter um coração verdadeiramente puro do que a dar espetáculo.

Foi-lhes tão difícil aceitar que aquele seu amigo e vizinho era afinal o “desejado das nações”, que reforçaram as suas dúvidas e sofisticaram as suas críticas. Ouve de novo o evangelista e imagina como deve ter sido duro para Jesus ser tratado assim pela gente da sua terra.

Fazeres o que deves fazer sem te deixares influenciar pela resistência que, por vezes, vem de quem menos esperas: esta é uma das lições que hoje Jesus te dá. Conversa com Ele sobre isto e sobre o modo como lidas com estas dificuldades.

 

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.