Terça-feira, memória liturgia de Santo Antão

Hoje é dia dezassete de Janeiro, terça-feira, memória liturgia de Santo Antão. 

Numa execução de Vox Nostra estás a escutar Communio – Viderunt Omnes

Quem olha para o vinho sem o beber não se embriaga. O mesmo acontece na tua oração: se não te deixas espantar intimamente pela grandeza de Deus, o seu amor não te inebria. Pede-Lhe que te dê a graça de seres como uma criança que se espanta e admira diante da beleza. Deixa-te inebriar pelo amor de Deus. 
Assim, vale a pena começares a tua oração. 

 

Escuta esta passagem do Evangelho segundo São Marcos. [Ev Mc 2, 23-28]

Passava Jesus através das searas num dia de sábado
e os discípulos, enquanto caminhavam,
começaram a apanhar espigas.
Disseram-Lhe então os fariseus:
«Vê como eles fazem ao sábado o que não é permitido». 
Respondeu-lhes Jesus:
«Nunca lestes o que fez David,
quando teve necessidade e sentiu fome,
ele e os seus companheiros?
Entrou na casa de Deus,
no tempo do sumo sacerdote Abiatar,
e comeu dos pães da proposição,
que só os sacerdotes podiam comer,
e também os deu aos companheiros».
E acrescentou:
«O sábado foi feito para o homem e não o homem para o sábado.
Por isso, o Filho do homem é também Senhor do sábado».

 

Pontos de oração

Jesus inaugura um tempo novo ao colocar a relação consigo e com o Pai em primeiro lugar. É dessa relação de amor e da sua crescente intimidade que brota o sentido que trespassa o modo de vida cristão, e não o inverso. 
Como cristão, não podes prescindir desta relação e de a teres como prioritária, sob pena de trazeres no peito uma fé pouco viva, ou mesmo morta.

Ser amigo de Jesus é habitar um espaço de liberdade. E este espaço de liberdade responsabiliza-te e convoca-te a seres senhor da tua vida, e não a viveres preso a realidades que te escravizam. 
Que passos precisas de dar para libertares um pouco mais a tua liberdade? Serão sempre passos de uma fidelidade crescente ao Senhor; por isso, não tenhas medo de os colocares em prática.  

Escuta novamente o Evangelho e acolhe as palavras fortes de Jesus, deixa que elas te iluminem e te encorajem a seres mais forte diante da mentira e da injustiça.

 

Colóquio final

Termina a tua oração colocando o teu coração junto dos cristãos que não podem viver e expressar livremente a sua fé. Reza por eles e deixa que o seu exemplo de fé e perseverança na alegria te inspire a mudares algo em ti.  

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.