Terceiro domingo da Quaresma

Hoje, a Igreja celebra o terceiro domingo da Quaresma. 

Dos  Misericordia, estás a escutar Agnus Dei.

Vivemos com sede de uma água viva,
água de ternura, de compaixão e de sentido.
É esta água que o Senhor te convida a procurar:
ela está ao teu dispor, vem ao teu encontro
nos ritmos e trabalhos dos teus dias.
Aquele que te pode dar desta Água
está sentado junto ao poço
por onde passas todos os dias.
Dá-Lhe um pouco da tua atenção e do teu tempo,
e Ele poderá surpreender-te.
Começa assim a tua oração. 

 

O Salmista convida-te a não fechares o teu coração à voz do Senhor.
Sl 94(95), 1-2.6-9
Vinde, exultemos de alegria no Senhor,
aclamemos a Deus, nosso salvador.
Vamos à sua presença e dêmos graças,
ao som de cânticos aclamemos o Senhor.

Vinde, prostremo-nos em terra,
adoremos o Senhor que nos criou.
Pois Ele é o nosso Deus,
e nós o seu povo, as ovelhas do seu rebanho.

Quem dera ouvísseis hoje a sua voz:
«Não endureçais os vossos corações,
como em Meriba, como no dia de Massa no deserto,
onde vossos pais Me tentaram e provocaram,
apesar de terem visto as minhas obras. 

 

Pontos de oração

Faz tuas as palavras do Salmista e reza muitas vezes:
“Vinde, exultemos de alegria no Senhor”.

O salmo ajuda-te a aclamar o Senhor, a adorá-Lo, a dar graças pelos seus dons. Ajuda-te também a não endurecer o coração à sua voz. 
Na tua vida, procuras viver estas atitudes, correspondendo ao amor louco e apaixonado do Senhor por ti? Vives centrado n’Ele? Ele é o teu tudo, o teu Senhor?

Ouve mais uma vez o Salmo, com o teu coração. Deixa a palavra do salmista ecoar no teu interior. Não fujas às suas exigências.

Hoje é Domingo, dia de festa e de Páscoa. Onde quer que estejas, vai repetindo sem cessar: “Vinde, exultemos de alegria no Senhor”. Repete no teu íntimo: “Vinde, prostremo-nos em terra, adoremos o Senhor que nos criou”. 

 

Oração final

Pai nosso que estais nos céus
santificado seja o vosso nome
venha a nós o vosso Reino
seja feita a vossa vontade
assim na terra como no Céu.
O pão nosso de cada dia nos dai hoje
perdoai-nos as nossas ofensas
assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido
e não nos deixeis cair em tentação
mas livrai-nos do mal.