Sexta-feira da quarta semana do Tempo Comum

Sexta-feira da quarta semana do Tempo Comum

Hoje é dia oito de fevereiro, sexta-feira da quarta semana do tempo comum.

Quase nem dás pelo passar dos dias
e, no entanto, eles passam incessantemente,
levando-te com eles.
Se não tens onde colocar os pés com firmeza,
uma rocha firme onde te agarrares,
torna-se difícil encontrar um sentido para o tempo que passa
e parece levar tudo consigo.
O teu Deus é o teu rochedo,
a tua oração é os braços e as mãos com os quais te agarras ao seu amor
e dás sentido aos teus dias.
Diz ao Senhor:
“Vós sois o meu refúgio, a fortaleza da minha alma”...
e começa assim a tua oração.

Quinta-feira da quarta semana do Tempo Comum

Quinta-feira da quarta semana do Tempo Comum

Hoje é dia sete de fevereiro, quinta-feira, festa litúrgica das Cinco Chagas do Senhor.

Hoje, não queiras pôr muito de ti na oração.
Procura contemplar o teu amigo Jesus,
as mãos e os pés perfurados pelos pregos,
o peito aberto pela lança,
crucificado.
Contemplando-O assim desamparado,
traz à memória os teus irmãos perseguidos por causa da sua fé.
Eles renovam no seu corpo a paixão do Senhor.
Pede a Jesus crucificado que os proteja
e abençoe os voluntários da Ajuda à Igreja que Sofre que vão em seu auxílio.
E começa assim a tua oração.

Quarta-feira da quarta semana do Tempo Comum

Quarta-feira da quarta semana do Tempo Comum

Hoje é dia seis de fevereiro, quarta-feira, memória litúrgica de São Paulo Miki e Companheiros, mártires.

Começa a tua oração fazendo silêncio interior.
Procura não pensar em nada de especial,
deixando espaço para o que o Senhor quiser.
Ele está contigo.
Devagar,
louva o Deus três vezes santo pela graça de estares na sua presença.
Procura deixar-te tocar pelo mistério de Deus Trindade.
Cultiva uma admiração sem palavras
diante do Eterno que Se faz humilde
ao ponto de querer estar contigo,
onde quer que estejas.
E começa assim a tua oração.

Terça-feira da quarta semana do Tempo Comum

Terça-feira da quarta semana do Tempo Comum

Hoje é dia cinco de fevereiro, terça-feira, memória litúrgica de Santa Águeda.

Talvez não estejas muito consciente disso,
mas quando rezas nunca estás só.
A tua oração dá voz aos teus anseios, às tuas alegrias e às tuas tristezas.
Mas dá também voz à Igreja, da qual fazes parte,
e aos teus irmãos na fé, membros do mesmo corpo de que tu és membro:
o corpo de Cristo.
Hoje, procura ter estes irmãos muito presentes na tua oração,
sobretudo aqueles que não sabem, não querem ou não podem rezar.
Diz ao Senhor: “Lembra-te de nós, Senhor, por amor do teu povo”.
E começa assim a tua oração.

Segunda-feira da quarta semana do Tempo Comum

Segunda-feira da quarta semana do Tempo Comum

Hoje é dia quatro de fevereiro, segunda-feira, memória litúrgica de São João de Brito.

A oração não é sempre um tempo fácil
e pode ser como aquelas conversas de circunstância,
numa sala de espera:
para passar o tempo sem parecer mal educado.
Mesmo que te sintas assim,
não te deixes vencer pelo desânimo.
Faz um ato de fé no amor de Deus
e fala-lhe do teu desejo de viver na sua presença.
Recorda as vezes em que a oração tem sido, para ti,
causa de alegria e de crescimento no serviço aos irmãos.
Confirmado por estas memórias,
diz ao Senhor: “O meu ser e a minha carne exultam no Deus vivo”.
E começa assim a tua oração.

DOMINGO IV DO TEMPO COMUM

DOMINGO IV DO TEMPO COMUM

Hoje a Igreja celebra o quarto domingo do tempo comum.

Neste domingo,
dia da ressurreição do Senhor,
procura encontrar em ti e nos teus
os sinais do Ressuscitado.
Pode não ser fácil,
mas não deixes que te roubem a alegria
própria do dia do Senhor.
Confiando que Jesus ressuscitado está contigo
onde quer tu estejas,
agradece a sua presença salvadora...
e começa assim a tua oração.

Sexta-feira da terceira semana do Tempo Comum

Sexta-feira da terceira semana do Tempo Comum

Hoje é dia um fevereiro, sexta-feira da terceira semana do tempo comum.

Rezar é sair de si e partir em busca do rosto de Deus.
Não importa se rezas para pedir ou para louvar,
para te queixares ou para agradecer.
O importante é que faças da tua oração um caminho,
uma peregrinação em busca de Deus,
procurando o seu rosto,
desejando estar na sua presença.
Rezar é sair de si, em busca do rosto de Deus.
Hoje pede humildemente:
“Não afastes de mim o teu rosto, Senhor”.
E começa assim a tua oração.

Quinta-feira da terceira semana do Tempo Comum

Quinta-feira da terceira semana do Tempo Comum

Hoje é dia trinta e um de janeiro, quinta-feira, memória litúrgica de São João Bosco.

Diz o salmista que é bom louvar o Senhor e dar graças ao seu nome santo...
Mas nem sempre é fácil.
Com frequência,
as tuas preocupações e necessidades estão mesmo à tua frente,
e são elas que desejas colocar diante de Deus.
Pode ser que hoje te sintas assim.
No entanto, procura dispor de alguns momentos
para ficares diante de Deus em atitude de quem louva e agradece.
Diz-Lhe, do fundo do teu coração:
“Eu te louvo, Senhor, meu Deus, e celebro o teu nome glorioso”...
E começa assim a tua oração.

Quarta-feira da terceira semana do Tempo Comum

Quarta-feira da terceira semana do Tempo Comum

Hoje é dia trinta de janeiro, quarta-feira da terceira semana do tempo comum.

Entregar-se confiadamente nas mãos de Deus
é estar seguro contra todos os males.
Não porque os males deixem de acontecer,
mas porque Deus permanece sempre
e o mesmo acontece a quem se Lhe entrega com confiança.
Hoje não é fácil entrar nesta relação com Deus,
porque a nossa confiança está nas coisas, na técnica, na ciência...
coisas palpáveis,
que dependem do nosso querer e do nosso fazer.
Deixa que a tua oração te liberte destas seguranças tão frágeis...
Diz ao Senhor: “Tu és o meu refúgio”...
E começa assim a tua oração.

Terça-feira da terceira semana do Tempo Comum

Terça-feira da terceira semana do Tempo Comum

Hoje é dia vinte e nove de janeiro, terça-feira da terceira semana do tempo comum.

Não é fácil viver sempre conscientemente na presença de Deus.
Há tanta coisa a puxar-te para a terra,
para as preocupações quotidianas...
Há tantas formas de te distraíres,
de viveres como se Deus não existisse.
Não é fácil viver sempre na presença de Deus.
Mas é possível ir tomando consciência dessa presença,
prestando atenção aos sinais de Deus naquilo que te rodeia
e, sobretudo, elevando o teu coração para o Senhor.
Diz-Lhe: “Para ti, Senhor, elevo a minha alma”.
E começa assim a tua oração.

Segunda-feira da terceira semana do Tempo Comum

Segunda-feira da terceira semana do Tempo Comum

Hoje é dia vinte e oito de janeiro, segunda-feira, memória litúrgica de São Tomás de Aquino.

A oração é um ato de confiança.
Mesmo quando te sentes confuso,
perdido nos teus problemas ou nas tuas mágoas,
Deus está presente com o seu amor.
E a oração é o teu grito de confiança,
ou o suspiro silencioso de quem sabe em quem acredita.
Hoje, diz ao Senhor:
“Tu, Senhor, és o meu protetor, a minha glória e Aquele que me sustenta”.
E começa assim a tua oração.

DOMINGO III DO TEMPO COMUM

DOMINGO III DO TEMPO COMUM

Hoje a Igreja celebra o terceiro domingo do tempo comum.

O domingo é a celebração semanal da páscoa do Senhor, do seu amor por ti e por toda a humanidade: um amor tão verdadeiro, tão único como não podes sequer imaginar. Um amor que salva verdadeiramente...
Hoje, no Panamá, centenas de milhares de jovens celebram este amor, na missa de encerramento da Jornada Mundial da Juventude. É um sinal extraordinário da vitalidade da Igreja e do seu dinamismo. Em união com todos esses jovens que não escondem a sua fé em Cristo e a sua pertença à Igreja, dá início à tua oração.